quinta-feira, 23 de abril de 2009

E a história continua...


Hoje, pela manhã, autoridades e representantes da mídia local foram conhecer as obras do CEC (Centro de Educação e Cultura) que está sendo construído no local onde antigamente abrigava o Parque Infantil da cidade.
O imponente teatro abrigará peças e espetáculos de grande porte... Será dono de nova geração de equipamentos de som e luz... Terá espaço para cerca de 500 pessoas na platéia... E além de tudo isso, será sede da Secretaria da Educação, possuindo salas, auditórios, laboratórios, espaços multimídia...
O que falta? Apenas um fosso, para que o espaço desse vez também à espetáculos com música ao vivo.
Porém, nesta mesma cidade existe um espaço antigo e extremamente cultural, esquecido, deixado de lado... O Teatro Giuseppe Verdi.
Este foi o responsável pelo ressurgimento do movimento artístico, que dá apelido a localidade, conhecida como "celeiro de artistas".
A foto, em destaque, foi tirada em 1986, quando um grupo organizado saiu às ruas requerendo o Verdi como ponto máximo da arte saltense.
O pedido foi aceito e ele foi reformado. Se tornou símbolo e base fundamental da nossa cultura.
Porém, o tempo foi passando... Administrações foram chegando... E ele voltou a um estado lastimável de abandono.
Há pouco tempo uma nova tentativa de se reerguer o espaço começou, mas logo morreu...
A questão que se faz é: será que o novo teatro será palco das artes produzidas na cidade? Será que o imponente espaço de cultura será palco de seus natos artistas?
O Verdi aguarda e chora, junto a seus filhos que ansiosos e apreensivos não sabem qual será o destino da arte saltense.

Há poucos anos um grupo de estudantes criaram um vídeo para colaborar com a reforma que não teve continuidade... Assista e conheça um pouquinho o nosso querido Teatro Verdi: http://www.youtube.com/watch?v=biYCDfMsdWI
(Teatro Verdi - 1986 (foto), anos 2000 (vídeo) - Salto/SP)

Um comentário:

Cecília Almeida disse...

Pena...
Pena...
Aprendizado...
Amizade...
Saudade...
Decepção...
Desapontamento...
Dor...
Dor...
Dor...
Fim...
e recomeço???