quarta-feira, 13 de maio de 2009

Cantar


O suspiro entalado no peito
A lágrima suspensa no olhar
O sorriso que mal cabe entre os lábios
A palavra presa na garganta

Expressar todas as emoções em um só momento?
Cantar
Chorar a dor coletiva?
Cantar
Rir a mesma alegria de muitos?
Cantar
Gritar aos sete cantos do mundo e ter como resposta o mesmo som?
Cantar

Para quem diz que se "cantar os males espanta", digo mais: o canto é a fórmula eficaz para todos os momentos!
E é por isso que canto qualquer canto em todo canto!

(Foto por Valdinei/Revista Única - Show do Grupo Releitura - Teatro Montécnica - Salto/SP - 2008)

7 comentários:

Anônimo disse...

BOM DIA


LINDA POESIA, AMO TUDO ISSO,CAROL PARABÉNS.


BEIJOS

JOELMA

Anônimo disse...

Bom dia


Parabéns


beijos

Joelma

Alex Pinheiro disse...

Nem sempre! As vzs vc esconde o talento, rs

Bjs e introspectivas invenções!

Anônimo disse...

Parabens!!!!

Viajei no seu texto... Lindo!

Também quero cantar... rs

Bjo

Sandro

Anônimo disse...

OII TD BEM??

VIU CAROL VC CANTA MUITO BEM E TEM MUITO SUCESSO PELA FRENTE



BJS E MAIS BJS

Anônimo disse...

Já que não tenho esse dom, só me resta apreciar, me encantar e me identificar com o que leio no seu blog.
Vc é especial, Carol!!
Fico muito feliz por vc se expressar cantando, escrevendo e compartilhando tudo isso conosco.
Bjs,
CAssia

Karina disse...

Lindo!!! Quero te ouvir cantando!!! Achei lindo o que vc escreveu sobre o cantar! Imagino te ouvir...
Ensaiar uma música e saber os recursos vocais para apresentá-la não exclui a sua beleza, mas ter a sensibilidade de vivenciá-la como algo que é vital e pulsa é divino!!!
Parabéns, estou adorando o seu blog!!!
Valeu!!!
Karina.