sexta-feira, 1 de maio de 2009

Também inebriada...



Numa tarde de muito frio, sou surpreendida pela jornalista Rosana Bueno, que pelo MSN me entrega foto e texto, dizendo “Carol, é especialmente pra você”.

Pensando neste blog, Rosana flagrou esta árvore e escreveu:
“Depois de uma jornada de ‘n’ horas de trabalho eu passo pela Rua Tuiuti... mesmo muito cansada eu relaxo minha mente ao ver algo extremamente meigo. Lembro da minha amiga Carol que tem um blog com coisas meigas. E se tem algo que a gente esquece nesses dias é a ternura... Che já dizia: ‘... pero sem perder la ternura’. É, árduo desafio de conviver com tanta máquina, tanta tecnologia, e se tornar também um tanto quanto muito automatizado. Mas todos os dias que passo por ela eu paro meus pensamentos preocupantes sobre tudo e apenas sorrio... e penso na delicadeza da pessoa que teve a idéia de transformá-la num símbolo tão bonito. Lembro que preciso tirar uma foto e mandar para a minha colega inebriada...”

Bom saber que este espaço faz momentos de contemplação e principalmente de relaxamento e reflexão!
Está aí, Rosana em momento de estar também “inebriada”. Valeu!!!
(Rua Tuiuti - Indaiatuba/SP)

2 comentários:

Alex Pinheiro disse...

Che completa: "jamás!"

e diz tudo,,,

sensibilidade de Rosana
reflexos de Carol

Bom conhecer além da prof Padreca, rs

Bjs e intertextualizadas invenções!

Elton disse...

Bela foto! Para desvincular ternura e Che, assistir: "A cidade perdida" (Andy Garcia, 2005).